Lei Eleitoral veta reajuste até janeiro

Desde ontem, prefeituras e câmaras municipais estão proibidas de dar aumentos salariais a servidores. A seis meses das eleições, a revisão da remuneração poderia afetar a igualdade de oportunidade entre os candidatos, segundo a Lei Eleitoral. A proibição vigora até a posse, em janeiro de 2009. Quem descumprir a determinação estará sujeito a multa que varia de R$ 5.320 a R$ 106.410, além da cassação do registro do candidato ou do diploma do eleito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.