Lei de biossegurança demandará muita discussão, diz Genoino

O presidente do PT, José Genoino, admitiu hoje que terá "muito trabalho" na discussão e tramitação, no Congresso Nacional, da Medida Provisória 131 e do projeto de lei de biossegurança. Para ele, as divergências da bancada do partido em relação à biotecnologia serão minimizadas com debate e muita discussão. "Tenho certeza que chegaremos a um bom termo", afirmou, em evento na Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). "Queremos um diálogo positivo, que acontece quando a gente não se ataca, quando a gente não se xinga, se respeita no plano das opiniões, das idéias e das divergências", afirmou. "O atual governo é muito mais amplo que o PT. O partido nasceu com pluralidade política e ideológica em seu DNA e vamos respeitar essas diferenças", completou. Ontem, ao anunciar sua saída do partido, o deputado Fernando Gabeira (RJ) fez duras críticas ao governo Lula por ter editado a MP, que libera o plantio de sementes transgênicas na safra 2003/04. No Congresso Nacional, a bancada do PT está rachada sobre o assunto. Deputados favoráveis querem "amenizar" os termos da MP, enquanto contrários querem regras mais duras. O texto do projeto de lei de biotecnologia ainda está sendo discutido pelo Executivo e o governo encontra dificuldade para chegar a um consenso sobre os poderes da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). A decisão final caberá ao presidente Lula. Quanto à lei de biotecnologia, Genoino ressaltou que há visões diferentes sobre o assunto dentro do governo. "Mas precisamos mediar uma relação racional, civilizada e de diálogo sobre a biotecnologia. Não podemos dividir o debate entre bons e maus. Precisamos fazer concessões mútuas para enfrentar um problema novo de como se relacionar com o desenvolvimento tecnológico", afirmou a cerca de 30 deputados do partido que participaram de café da manhã na OCB. O relator Paulo Pimenta (PT-RS) participou do encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.