Le Monde traça o perfil de "Marta, a esquerdista"

O jornal francês Le Monde publicou nesta quinta-feira um extenso perfil da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), e os desafios que ela encontrará à frente da prefeitura da cidade, que completou ontem 447 anos. Com o título de "Marta a ´esquerdista´, prefeita de São Paulo", o periódico traça um panorama do passado e do presente da prefeita."Apelidada de ´madame´, por sua origem burguesa, Marta Suplicy, símbolo da nova esquerda brasileira, tomou as rédeas da Prefeitura de São Paulo em 1º de janeiro", são as primeiras considerações da reportagem feita pelo jornal. Ressaltando a herança deixada pela administração Celso Pitta - uma prefeitura falida, segundo o jornal -, a reportagem traz à tona os possíveis desafios que serão enfrentados por Marta durante sua gestão. O "Le Monde" também cita os "factóides" produzidos pela prefeita, trazendo como exemplo o almoço para moradores de rua, promovido pela prefeitura no dia 2 de janeiro. Na ocasião, apareceram para almoçar mais pessoas do que o programado, fato que Marta utilizou para exemplificar a situação da população paulista. "Isso demonstra o nível da exclusão social", publicou o jornal, como sendo uma resposta de Marta aos repórteres presentes na ocasião.A reportagem é encerrada com um parágrafo inteiro citando o posicionamento anti-Davos da prefeita e sobre a sua participação com uma palestra sobre "inclusão social" no Primeiro Fórum Social Mundial, que acontece em Porto Alegre até o dia 30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.