Law presta depoimento à PF em Brasília

O empresário Law Kin Chong, considerado o maior contrabandista do País, presta depoimento nesta terça-feira à Polícia Federal de Brasília. Ele deverá ser ouvido pelo delegado Protógenes Queirós. Chong foi preso em São Paulo, na semana passada, e foi transferido para Brasília acusado de tentar subornar o deputado Luís Antonio de Medeiros, presidente da CPI da Pirataria, para que o nome dele não fosse citado no relatório. Pedro Lindolfo, suposto advogado do empresário, que estava intermediando a negociação, também está preso em Brasília. A advogada de Lindolfo, Júlia Soares, disse que seu cliente nunca foi advogado de Law. Segundo ela, Lindolfo falou que teria sido chamado pelo próprio deputado Medeiros para que fosse ao escritório dele, onde pediria dinheiro que seria usado na campanha política do parlamentar. Júlia Soares declarou que vai entrar com representação na Procuradoria Geral da República contra o deputado Medeiros. Logo mais, à tarde, o relator da CPI da Pirataria, Josias Quintal, deve apresentar o seu relatório sobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.