Lava Jato prende empresário de ônibus Jacob Barata Filho no Rio

Prisão do empresário conhecido como 'o rei do ônibus do Rio' ocorreu no âmbito da Operação Lava Jato no Estado

Roberta Pennafort/RIO, O Estado de S. Paulo

02 Julho 2017 | 22h57

RIO - Foi preso na noite deste domingo (2), no escopo da Operação Lava Jato no Rio, o empresário Jacob Barata Filho. Ele estava no aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio, de onde embarcaria para Portugal ainda esta noite. Barata Filho teria pago propina a autoridades do Rio para conseguir facilidades para seus negócios. Ele teve a prisão decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelas investigações que levaram à cadeia o ex-governador Sergio Cabral (PMDB).

A prisão seria nos próximos dias, mas a polícia descobriu que ele viajaria hoje, por isso antecipou sua captura, informou o “Fantástico”. Conhecido como “o rei do ônibus do Rio”, Barata Filho estava já na área de embarque do Tom Jobim. Iria viajar para Lisboa. Ele é dono de um conglomerado de empresas no Rio e em outros estados com mais de 4.000 veículos. Herdou o negócio de seu pai, que atuava no ramo desde os anos 1960. Os negócios da família incluem também operadores de turismo, entre outras empresas, e se estendem por Portugal.

O empresário divulgou, através de sua assessoria de imprensa, nota que diz: "O empresário Jacob Barata Filho estava realizando viagem de rotina a Portugal, onde possui negócios há décadas e para onde faz viagens mensais.  A defesa do empresário irá se pronunciar assim que tiver acesso aos autos do processo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.