Laudo da Unicamp confirma violação de painel

O primeiro secretário do Senado, Carlos Wilson (PPS-PE), confirmou que os peritos contratados pela Unicamp concluíram que houve violação do sistema eletrônico de votação no dia 28 de junho, quando foi votado o pedido de cassação do ex-senador Luiz Estevão. Segundo ele, pelo relatório preparado pela Unicamp não houve, porém, possibilidade de alteração de voto dos senadores, o que significa que "o resultado da sessão não contrariou a vontade de cada senador". Carlos Wilson informou, também, que uma comissão de três funcionários está colhendo depoimentos dos servidores do Prodasen que estavam atuando no sistema de votações no dia em que houve a violação. Com base nessas informações e na conclusão da Unicamp, o senador Carlos Wilson disse que entregará amanhã ao presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), e ao corregedor do Senado, o resultado final da investigação. Acrescentou, ainda, que o sistema eletrônico de votação só voltou à normalidade no dia 30 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.