Lando votará a favor do relatório, mas com restrição

O senador Amir Lando (PMDB-RO) afirmou que qualquer partido poderá pedir uma abertura de processo de cassação dos senadores Antonio Carlos Magalhães (PFL-AL) e José Roberto Arruda (sem partido-DF) pela violação do painel eletrônico do senado. Por isso mesmo, ele entende que é menor, sem nenhum efeito prático, a discussão sobre se o relator, senador Roberto Saturnino (PSB-RJ), deveria ou não indicar a pena. Isso porque, segundo ele, um processo aberto por iniciativa de um partido seria fatalmente juntado a este que já está em curso. Amir Lando votará a favor do relatório com restrição. "O resultado é um fruto do processo. E não pode ser adiantado", disse Lando, ao avaliar que a inclusão da sentença pelo relator é que está atrasando a aprovação do parecer. "Não fosse isso, nem os carlistas poderiam se opor a essa altura", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.