Lando se desligará do PMDB para continuar ministro

O ministro da Previdência, Amir Lando, disse hoje que irá se desligar do PMDB, caso o presidente Luiz Inácio Lula da Silva o confirme no cargo. "É um movimento em prol da governabilidade. Se for para eu continuar como ministro, vou me desligar do partido. Peço uma licença", afirmou Lando. O ministro participa hoje de reunião com o presidente convocada para avaliar a decisão tomada ontem pela convenção do PMDB, de romper com o governo. Foram convidados para a reunião com Lula, os dois ministros peemedebistas (Eunício Oliveira, das Comunicações; e Lando), o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e os líderes do PMDB na Câmara, José Borba (PR), e no Senado, Renan Calheiros (AL)."Nessa reunião o presidente Lula vai dizer o que quer. Ele sabe que as bancadas na Câmara e no Senado continuarão a dar sustentação ao governo", afirmou Lando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.