Lafer diz que vai priorizar área econômica

Uma das primeiras iniciativas do novo ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, que toma posse do cargo na segunda-feira, será criar um departamento no Itamaraty exclusivamente para cuidar dos contenciosos comerciais como a briga entre as fabricantes de jatos Embraer e Bombardier. Lafer confirmou nesta quinta-feira à AE que sua prioridade no comando do Itamaraty será a área econômica. "Vou dar ênfase à defesa dos interesses econômicos e às exportações", disse.Segundo ele, a importância que as questões comerciais ganharam na política externa brasileira nos últimos anos com a globalização criou a necessidade de o Itamaraty ter uma área econômica mais robusta.A idéia do embaixador é dar mais apoio tanto aos trabalhos relacionados à assinatura de acordos comerciais, para a conquista de novos mercados, quanto aos esforços dos especialistas em defesa comercial. Atualmente essas funções são exercidas quase exclusivamente pelo embaixador José Alfredo Graça Lima.O futuro chanceler pretende levar o setor privado para dentro do Itamaraty, para que os empresários tenham uma participação mais ativa na elaboração e na execução das políticas comerciais. O embaixador Graça Lima vai chefiar a nova versão da área econômica.As novas tarefas do Itamaraty, disse o embaixador, vão exigir coordenação entre governo e empresários. "No Brasil há poucos escritórios de advocacia especializados em defesa comercial, e esse departamento terá de identificá-los, sem dispensar a ajuda do setor privado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.