Lacrados postos de candidato suspeito de elo com PCC

A Polícia Civil realiza hoje uma operação para lacrar 13 postos de gasolina localizados na capital paulista e na Grande São Paulo pertencentes a Claudinei Alves dos Santos, o Ney Santos, candidato do PSC a deputado federal e suspeito de envolvimento com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Ney Santos já responde a inquérito policial, instaurado pela Delegacia Seccional do Taboão da Serra, por suspeita de estelionato, adulteração de combustível e formação de quadrilha.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 15h17

Dezenas de policiais civis da Delegacia Seccional do Taboão da Serra iniciaram o cumprimento dos mandados pela manhã. Na Grande São Paulo, os postos estão localizados nas cidades do Taboão da Serra, São Bernardo do Campo, Cajamar, Jandira e Carapicuíba. Os policiais também irão retirar uma amostra do combustível para análises no Instituto de Criminalística (IC) e outros órgãos técnicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.