Lacerda e Patrus mostram trajetórias pessoais na TV

Os dois candidatos mais bem colocados nas pesquisas na disputa pela prefeitura de Belo Horizonte adotaram estratégias quase idênticas para o primeiro programa da propaganda eleitoral gratuita nas rádios e TVs da capital. O petista Patrus Ananias e o prefeito Marcio Lacerda (PSB), candidato à reeleição, optaram por se apresentar ao lado de familiares e amigos e mostrar trajetórias pessoais.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 19h05

No caso de Patrus, a maior parte dos oito minutos e 22 segundos do programa foi dedicada a exibir a formação do candidato e sua relação com a capital mineira, onde estudou, casou-se e se iniciou na vida pública. Mas, apesar de ser centrado na vida do candidato, o programa também lembrou a participação do petista no governo federal na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já havia aparecido elogiando o correligionário desde as primeiras inserções na programação, além de exibir fotos da presidente Dilma Rousseff e reivindicar seu apoio.

O programa também ressalta que "Patrus e Lula criaram o Bolsa Família" antes de o próprio líder petista aparecer no vídeo pedindo votos para seu ex-ministro. "Era preciso encontrar alguém que, além de ter competência do ponto de vista político, fosse uma pessoa de muita sensibilidade, que soubesse ouvir as pessoas", diz o ex-presidente. "Nós tivemos durante todo o meu governo uma pessoa da competência do Patrus cuidando do ministério que mais tinha recursos", acrescenta Lula.

Já Lacerda também apareceu ao lado de familiares, com breve descrição de sua trajetória. "Ao longo de toda minha vida fui uma pessoa muito ligada às questões sociais, históricas, à questão da desigualdade no País", afirmou o próprio candidato, que salientou ainda ter trabalhado sempre "com muito idealismo". O candidato também aproveitou os 14 minutos e 19 segundos para mostrar realizações da prefeitura durante sua gestão.

Mas, ao contrário do petista, a campanha de Lacerda ainda não exibiu declarações de seu principal cabo eleitoral, o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Ao invés disso, optou pela participação de figuras com apelo popular, como o deputado federal Antônio Roberto (PV), eleito quando comandava programa de conselhos e autoajuda em emissoras da capital. E, apesar de ambos evitarem ataques ao adversário, Lacerda ainda dá uma alfinetada no petista ao afirmar que "respeita o passado, mas quer o futuro", em clara referência à passagem de Patrus pela prefeitura.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012BHpropaganda eleitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.