Laboratórios terão que ressarcir consumidor

As pessoas que comprovarem, mediante apresentação de nota fiscal, que compraram remédios com reajuste superior a 5,9%, desde dezembro de 2000, deverão ser ressarcidas pelos laboratórios. Treze laboratórios a maioria de produção inexpressiva estão processados por reajuste de preços acima de 5,9%. Esse é o aumento máximo permitido pelo governo para os medicamentos que sofreram reajuste de preços em janeiro. A Câmara de Medicamentos, responsável pelo acompanhamento de preços no setor, divulgará uma lista com a qual será possível fazer as comparações no período. Para obter o ressarcimento, que está previsto do Código de Defesa do Consumidor, as pessoas devem ir aos órgãos de defesa do consumidor e apresentar a nota fiscal datada e indicar na lista o nome do medicamento.Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.