Laboratórios lançam produtos anti-dengue

Enquanto a população se mobiliza para o Dia D de combate à dengue, laboratórios abastecem as prateleiras com novos produtos que prometem ajudar na briga contra o Aedes aegypti. Há mosquiteiros impregnados de substância química que causam a morte do mosquito sem afetar o homem, repelente usado pelo exército francês, loção para bebês preparadas especialmente para o verão e até um kit camping ? para quem quer ficar livres das picadas até no meio do mato.O laboratório francês Osler começou a vender no Rio e em São Paulo o Mosquiteiro Impregnado Exposis. A substância deltametrina que permanece no cortinado mata 25% dos mosquitos e mantém o restante inapto para picar, de acordo com teste feito por laboratório habilitado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O mosquiteiro pode ser usado em berços.O mesmo laboratório também está comercializando o Exposis Pele, gel com concentração de 50% da substância dietiltoluamida (Deet), responsável pela ação repelente. O produto foi desenvolvido especialmente para o exército francês.Pesquisa do Departamento de Dermatologia da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) atestou a eficácia do Exposis Pele, comparando-o com produtos naturais à base de andiroba e óleo de soja. ?Enquanto os compostos naturais evitaram a primeira picada nos primeiros dois mil segundos em média (33 minutos), o produto com concentração de 50% de Deet se mateve eficaz durante toda a hora em que durou o teste?, disse o dermatologista Hélio Miot.O químico americano Benjamin Gilbert, pesquisador da Fiocruz, ressaltou no entanto que a concentração acima de 20% de Deet é contra-indicada para crianças ? o próprio Osler adverte que o Exposis Pele não deve ser usado por menores de 10 anos. Gilbert também não aconselha o uso prolongado do produto.O químico é adepto do óleo de andiroba, que usou até em viagens pela Amazônia. Foi a partir da semente da andiroba que a NatuScience criou um kit camping, que contém sabonete, óleo em embalagem roll-on, tochas e velas, todos com efeito repelente. O óleo oferecido em quatro versões de perfume é o produto mais recente da NatuScience, pioneira na fabricação das velas repelentes, e garante proteção por duas horas, segundo o produtor.A Johnson & Johnson?s aproveitou o verão para lançar com nova roupagem a loção anti-mosquito da linha Jonhson?s Baby, um dos poucos produtos indicados para bebês com mais de seis meses ? os fabricantes de repelentes naturais sugerem que as mães consultem os pediatras. A Linha Verão Johnson?s Baby tem edição limitada e foi formulada para ser mais atraente às crianças.Depois de criticar a falta de investimento contra a dengue em alguns municípios do Rio, o ministro da Saúde, Humberto Costa, decidiu participar das ações de combate à doença na cidade. Está previsto que ele lance um gibi da Turma da Mônica sobre como se proteger da doença.Cerca de seis mil funcionários públicos devem se mobilizar no dia de combate à dengue. A prefeitura organizou caminhadas, gincanas e mutirões de limpeza. A campanha terá como alvo bairros como Leblon, que tem o maior índice de infestação da zona sul ? 11,4%. O limite máximo aceitável pela Organização Mundial de Saúde é de 1%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.