Reprodução/Twitter Kim Kataguiri
Reprodução/Twitter Kim Kataguiri

Kim Kataguiri é eleito presidente da Comissão de Educação da Câmara

Ex-apoiador de Bolsonaro, membro do MBL disse que o vai apurar denúncias de corrupção na Educação

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2022 | 17h37

O deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil-SP) foi eleito presidente da Comissão de Educação na Câmara nesta quarta-feira, 27. Foram 24 votos favoráveis a seu nome e nove em branco. O deputado Moses Rodrigues (União-CE) será o 1º vice do colegiado. 

Na posse, Kataguiri disse que a comissão vai apurar denúncias de corrupção na Educação. "O problema de gestão no ensino brasileiro também envolve canalhice. Roubar dinheiro da educação compromete a vida de famílias inteiras", afirmou. Como mostrou o Estadão, o Ministério da Educação (MEC) viveu seis escândalos simultâneos no governo de Jair Bolsonaro, incluindo o sobrepreço de mais de R$ 700 milhões para compra de ônibus escolares e a atuação de religiosos como lobistas, decidindo, inclusive, a destinação dos recursos da pasta. Kim chegou a apoiar o presidente na eleição de 2018.

A comissão é responsável pela pauta de assuntos relativos à educação de modo geral, como política e sistema educacional em seus aspectos institucionais, estruturais, funcionais e legais; direito à educação; e recursos humanos e financeiros para o setor.

Na mais recente polêmica em que se envolveu, Kim Kataguiri, membro do Movimento Brasil Livre (MBL), foi acusado de ter defendido o nazismo durante participação no Flow Podcast em fevereiro e tornou-se alvo de pedidos de cassação na Câmara. Durante discussão com o apresentador Monark sobre regimes radicais de direita e esquerda, Kim queixou-se do fato de que, segundo sua percepção, defensores do comunismo teriam mais espaço na mídia do que defensores do nazismo. “A gente não tem um partido formal fascista ou nazista com espaço no Parlamento e na imprensa”, afirmou na ocasião. 

Argumentando defender a liberdade de expressão, Kim também contestou o fato de a Alemanha ter criminalizado o nazismo e proibir a existência de um partido que o represente.

Comissões 

Nesta terça-feira, o deputado Daniel Silveira (PTB) também assumiu cargos em comissões. Ele foi eleito vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e tomou posse como membro titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Condenado a oito anos e nove meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Silveira recebeu o perdão do presidente Jair Bolsonaro na semana passada.

Tudo o que sabemos sobre:
Kim KataguiriCâmara dos Deputados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.