Kassabistas e alckmistas invadem evento de Serra

Ao saber de mobilização tucana em solenidade do governador, DEM despachou militantes para o local

Ricardo Brandt e Silvia Amorim, O Estadao de S.Paulo

18 de setembro de 2008 | 00h00

A disputa pelo segundo lugar entre os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB) e Gilberto Kassab (DEM) na corrida sucessória em São Paulo extrapolou ontem o campo das críticas em programas de TV e rádio e ganhou as ruas. Militantes dos dois partidos realizaram a primeira guerra de bandeiras, na favela Pantanal, zona leste.O enfrentamento pacífico aconteceu durante uma agenda oficial do governador José Serra (PSDB), um dos maiores caciques do tucanato, mas que até agora tem trabalhado nos bastidores pela reeleição de Kassab.O evento organizado pelo governo do Estado era para o lançamento do projeto-piloto do Programa de Recuperação de Moradias, na favela Pantanal, em que cerca de 5 mil casas serão recuperadas e pintadas. Além de Serra o evento contou com a presença do arquiteto Ruy Ohtake, autor da proposta.O palco para a visita ilustre foi montado no final da Rua Papiro do Egito. Por volta do meio-dia, enquanto todos esperavam por Serra no final da rua, no outro extremo da via, ainda na entrada da favela, um grupo de cerca de 50 militantes pagos do PSDB apareceram e tomaram as calçadas com suas bandeiras azuis com o nome de Alckmin, como se esperassem a chegada do governador.Avisada por um aliado, a coordenação de campanha de Kassab mobilizou três diretórios zonais da zona leste para que fossem para as ruas com um exército ainda maior de militantes. Cerca de 200 pessoas com coletes da campanha e bandeiras chegaram em Kombis.Por volta das 13h20, quando o governador chegou ao evento, bandeiras azuis (Alckmin) e verdes (Kassab) tomavam a entrada da favela.Não houve confronto direto, apenas o embate verbal e uma barulheira generalizada de jingles e gritos de ordem entre as duas equipes de militantes. Serra chegou por dentro da favela e entrou pelos fundos do palanque, evitando o campo de batalha e o constrangimento.PANFLETOUm panfleto com uma foto de Alckmin e Serra juntos na campanha de 2006 é a nova arma do tucano para dissociar a imagem do governador da de Kassab. O folheto, iniciativa do Diretório Estadual do PSDB em São Paulo, foi distribuído ontem durante carreata de Alckmin na zona sul. Depois de dois meses de campanha, é o primeiro material impresso em que Serra e Alckmin aparecem juntos. Na TV, o tucano mostrou ontem um novo depoimento de Serra em seu apoio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.