Kassab visita classe como prefeito, mas fala como candidato

Ele interrompe aula em seis salas de escola municipal para falar a alunos e gravar imagens para campanha

Ricardo Brandt, O Estadao de S.Paulo

08 de agosto de 2008 | 00h00

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), interrompeu ontem aulas em seis classes na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Guilherme de Almeida, no bairro da Penha, para falar sobre suas realizações a alunos e captar imagens para sua campanha eleitoral de reeleição.A visita de prefeito à unidade era para vistoriar obras de reforma feitas no local, mas ele acabou entrando nas salas de aula para falar dos uniformes mais baratos, do aumento dado aos professores, das novas escolas e dos Centros Educacionais Unificados (CEUs) construídos em seu governo. Kassab negou que estivesse fazendo campanha. "Eu não fiz campanha com alunos. Eu estou aqui como prefeito cumprimentando diretor e professores. Semanalmente eu visito algumas escolas. Não tenho nenhum constrangimento. Essa foi a segunda vez este ano que eu venho a esta escola", afirmou o prefeito, ao ser indagado se não se sentia constrangido em fazer campanha entre os jovens dentro da escola.Durante toda a visita, que deveria ser uma agenda de prefeito, a equipe de filmagem e foto de sua campanha o acompanhou. Após uma rápida olhada no novo telhado da escola e de uma conversa com a diretora da escola, Kassab passou nas seis classes, acompanhado do secretário de Educação, Alexandre Schneider.Para os alunos da oitava série, o prefeito elogiou o desempenho da escola, falou sobre o uniforme "40% mais barato" e disse que a prefeitura melhorou a remuneração dos professores.Kassab cometeu uma gafe ao perguntar ao aluno Felipe Pacheco, de 14 anos, se a qualidade da merenda da escola tinha melhorado. Sem obter resposta do aluno, o prefeito foi alertado pela diretora da escola: "Nós não servimos merenda." Em uma das salas, Kassab perguntou a avaliação que os alunos faziam da escola. Os jovens disseram aprovar, e ele brincou: "É bom que seus pais também achem."Após a visita à escola, Kassab seguiu para o bairro de Ipiranga, onde vistoriou obras de asfaltamento na Avenida Ricardo Jafet. CRÍTICASKassab voltou a dirigir críticas a seus dois principais adversários na corrida eleitoral, Marta Suplicy (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB). O prefeito novamente rebateu as afirmações do tucano segundo as quais teria investido nas obras do metrô apenas 27% do que tem afirmado. Kassab diz que pôs R$ 1 bilhão dos cofres municipais na obra do governo do Estado. "Acho que antes de avaliar a minha gestão, ele deveria avaliar a dele e os compromissos que assumiu e não cumpriu. Ele precisa ser um pouco mais calmo", disse.Contra a petista, as críticas foram feitas em entrevista concedida à Rádio Bandeirantes, quando falava sobre suas propostas para as áreas de educação e saúde. "Ela preferiu fazer túneis, eu prefiro investir em saúde", atacou Kassab.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.