Kassab e Serra inauguram hospital em tom de campanha

O governador de São Paulo, Jose Serra, (PSDB) e o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM), inauguraram hoje o Hospital Municipal M''Boi Mirim, localizado na zona sul de São Paulo. A participação de cerca de mil pessoas, os discursos inflamados, as faixas e as manifestações de apoio deram ao evento um tom de campanha política. "Este foi um dos mais importantes eventos que tivemos na área social em nossa gestão", destacou Kassab, ponderando que a inauguração não teve clima de comício, "mas sim de festa, pois há quase 20 anos a cidade de São Paulo não tinha um novo hospital". "Temos que festejar, sim", emendou.Em entrevista coletiva, o prefeito disse que está encarando com tranqüilidade as manifestações que estão sendo feitas pelos líderes de seu partido e do PSDB com relação à sucessão municipal na capital. "Na hora certa, o meu esforço vai ser para manter a liderança com os tucanos na cidade de São Paulo", argumentou Kassab, destacando mais uma vez sua vontade de continuar na prefeitura. E voltou a dizer que não fará de sua vontade pessoal um projeto político. O prefeito citou também que estava contente com as avaliações positivas de sua administração pelos institutos de pesquisa. "Isso mostra que estamos no caminho correto", disse.Para mostrar a sintonia que tem com o governador José Serra, Kassab destacou que a avaliação positiva de sua administração ocorre em função da parceria que tem com o governo de São Paulo. "Divido essa avaliação com a excelente equipe que temos na Prefeitura e com o próprio governador José Serra, parceiro, prefeito num primeiro momento, e hoje governador", declarou. Serra, que evitou tecer comentários sobre política, também ressaltou a boa parceria que mantém com Kassab. "Esta obra é resultado da parceria do governo de São Paulo com a Prefeitura e a população da zona sul. Hoje é um dia histórico. Parabéns, Kassab".Enquanto o governador e o prefeito continuam dando demonstrações de sintonia, sobretudo em atos públicos, as lideranças do PSDB e do DEM continuam sustentando a versão de que terão candidaturas próprias nessas eleições municipais da capital. Questionado sobre o assunto, Kassab foi evasivo. "É evidente que na hora certa vamos nos posicionar, esta é minha obrigação como homem público".HelipontoLocalizado na zona sul da cidade, o hospital do M''Boi Mirim tem uma área 27 mil m2, cinco pavimentos, 240 leitos totais de internação, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os mais modernos equipamentos de tomografia e raios X da rede pública. Além disso, a unidade conta com o primeiro heliponto da rede pública de saúde do Estado. O governador Serra disse que a manutenção anual deste hospital é da ordem de R$ 60 milhões por ano. O custo total da obra foi de R$ 105 milhões.O governo destacou também que, pela primeira vez na história da cidade de São Paulo, uma instituição hospitalar pública será gerenciada pelo Hospital Israelita Albert Einstein. De acordo com Serra, a equipe do Einstein irá repassar ao hospital do M''Boi Mirim todo o conhecimento técnico para a aplicação das melhores práticas de assistência baseadas em princípios de excelência médica mundialmente estabelecidos. Este hospital terá cerca de 1,4 mil empregados diretos e indiretos, sendo que 40% serão contratados na própria região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.