Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Kassab diz que terá boa relação com Alckmin, independente de partido

'Independente da questão partidária, a relação pessoal, política e partidária com o governador sempre será muito boa'

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

07 de fevereiro de 2011 | 12h40

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse nesta segunda-feira, 7, que manterá uma relação positiva com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), independente de eventual filiação partidária. Nos bastidores, o ingresso de Kassab no PMDB é dado como certo, o que deve ser anunciado em março, após a escolha da nova Direção Nacional do DEM. Nos últimos dias, o PSB também tem cortejado o prefeito de São Paulo, oferecendo a ele a candidatura do partido a governador em 2014.

 

"Independente da questão partidária, onde quer que eu esteja, a relação pessoal, política e partidária com o governador sempre será muito boa", afirmou.

 

Depois de encontro realizado nesta segunda no Palácio dos Bandeirantes, Kassab negou que tenha travado conversas sobre a possível saída da legenda, mas disse que, no momento, se debruça sobre a sucessão na presidência nacional da sigla. "Não há nenhum diálogo em relação a esta questão. Eu estou dedicado ao meu partido, ao DEM", afirmou.

 

Convênios. No encontro com Kassab, Alckmin anunciou a assinatura de um termo de compromisso com a Prefeitura de São Paulo para a realização de convênios nas áreas de educação, habitação, saúde e transporte que irão totalizar R$ 683 milhões. Laém do prefeito e do governador, secretários municipais e estaduais também participaram da reunião.

O termo de compromisso estabelece ainda a limpeza de 46 córregos no Estado e a urbanização da favela de Heliópolis, na zona sul. "Nessa medida, R$ 490 milhões serão investidos pelo governo estadual, R$ 130 milhões pela Prefeitura de São Paulo e o restante dos recursos serão captados por meio de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)."

O governador informou que a medida inclui investimentos da ordem de R$ 80 milhões (metade dos recursos virão do governo e a outra metade da prefeitura) para a construção de cerca de 20 creches que deverão criar em torno de 4 mil vagas. O prefeito ressaltou que a maior parte das novas unidades já tem licitação concluída e devem ficar prontas em aproximadamente um ano.

O termo de compromisso inclui também a construção de mais de 3 mil moradias voltadas para a população afetada pelas enchentes do início do ano. Um terço dessas moradias serão erguidas no centro da capital paulista, como parte de um esforço para revitalização da região.

Tudo o que sabemos sobre:
KassabpartidoAlckminPSDBPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.