Clayton de Souza/AE
Clayton de Souza/AE

Kassab devia enfiar o rabo entre as pernas, diz Russomanno

Candidato do PRB rebate críticas do prefeito de que proposta de triplicar efetivo da Guarda Civil Metropolitana seria plano para formar 'milícia' na capital

Ricardo Chapola, de O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2012 | 14h41

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, rebateu nesta quinta-feira, 6, as críticas do prefeito Gilberto Kassab (PSD) que o ex-deputado teria um plano para formar "milícias" na capital. Russomanno mandou o prefeito "enfiar o rabo entre as pernas" por considerar que Kassab não entende nada de segurança pública.

 

O prefeito chamou de "loucura" a proposta de Russomanno de triplicar o efetivo da Guarda Civil Metropolitana (CGM). O ex-deputado também quer integrar 300 mil vigilantes noturnos à segurança do município.

 

"Ele (Kassab) devia estudar um pouquinho sobre segurança pública, porque ele não sabe absolutamente nada depois de tantos anos como prefeito. Ele não sabe nada. Por sinal, não fez nada para a segurança pública. Ele devia enfiar o rabo no meio das pernas e cuidar das coisas dele", disparou Russomanno durante visita a uma feira livre na zona sul.

 

"Infelizmente o Kassab nunca fez segurança pública, não sabe, não conhece".

 

Russomanno repetiu mais duas vezes que o prefeito não sabe nada sobre o assunto.

 

O candidato questionou os gastos que o prefeito faz com guardas da iniciativa privada e o provocou para explicar as despesas com a Guarda Civil Metropolitana que, segundo avaliou, "está totalmente desmotivada, largada e sem equipamento para trabalhar".

 

"Por que um guarda da iniciativa privada custa o dobro que o guarda da GCM? Tem que explicar e parar de fazer brincadeira com o povo de SP. Pergunta para o Kassab o quanto ele gasta de segurança privada para a cidade", declarou.

 

"Eu não só tenho informação, como eu sei quanto Kassab gasta com 6 mil homens. Ele gasta de R$ 230 a R$ 260 milhões. Se ele faz operação delegada, onde está gastando, não tenho certeza, mais de R$ 300 milhões, tem alguma coisa errada na conta dele".

 

Se for eleito, Russomanno prometeu colocar guardas noturnos uniformizados nas comunidades. "Eles serão cadastrados, seus antecedentes serão levantados, têm que ter o apoio da comunidade, serão uniformizados e vão receber um rádio para comunicar a GCM de irregularidades", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.