Kassab deve compor com PMDB-SP e disputar Senado

Depois da desistência do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles para disputar o Senado na chapa do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, o PSD deve homologar logo mais o nome do ex-prefeito e presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, para essa vaga.

ELIZABETH LOPES E RICARDO CHAPOLA, Agência Estado

30 Junho 2014 | 11h29

Na sexta-feira, Kassab havia dito que não pretendia disputar nenhum cargo neste pleito. Mas, nesta manhã, a direção de seu partido avalia o seu nome como o mais forte para integrar a chapa peemedebista.

A convenção estadual do PSD está sendo realizada na manhã desta segunda-feira na capital paulista e vai contar com a presença do candidato do PMDB, Paulo Skaf, e do vice-presidente da República, Michel Temer.

Para correligionários das duas siglas, a aliança entre PSD e PMDB em São Paulo fortalece a candidatura de Skaf na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. O maior desafio para os partidos que fazem oposição ao PSDB do governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin é encerrar o ciclo de 20 anos de administração tucana no Estado.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesSPPSDPMDBKassab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.