Kassab: Alckmin está errado ao criticar gestão do DEM

O prefeito de São Paulo e candidato à reeleição pelo DEM, Gilberto Kassab, apontou hoje como um "grande erro" as críticas feitas a ele pelo ex-aliado e candidato do PSDB à Prefeitura, Geraldo Alckmin. "Acho que Alckmin está errado ao me criticar porque esse é um governo dele também, é um governo tucano", afirmou, depois de uma sabatina na Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), em São Paulo. "É um grande erro."Questionado sobre a queda do adversário da coligação "São Paulo, na Melhor Direção" (PSDB-PTB-PHS-PSL-PSDC) nas pesquisas de intenção de voto, Kassab ironizou. "O eleitor deve estar tendo algum problema com a candidatura dele. Talvez não fosse a hora de ele se lançar."Pela manhã, o candidato da coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC) vistoriou as obras do Viaduto Arthur Alvim, na zona leste da cidade, e prometeu criar pólos indústriais regionais para abrir vagas de emprego nas periferias. "As pessoas têm motivos para viver aqui (na zona leste) e terão emprego para trabalhar aqui", disse o prefeito. "Criamos o pólo industrial de Itaquera e criaremos outros, com incentivos expressivos."Polêmica O prefeito desejou sorte ao publicitário Kaiser Paiva Celestino da Silva, a quem xingou de "vagabundo" em fevereiro de 2007 por causa de um protesto contra a Lei Cidade Limpa em frente a um posto de saúde. Kaiser é candidato a vereador pelo PSC, candidato da coligação de Kassab. O publicitário diz ter se candidatado antes de saber que o partido se coligaria com o DEM. "Foi um incidente superado, uma manifestação equivocada", disse. "Eu me excedi, pedi desculpas e ele também pediu. Que seja muito feliz em sua campanha."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.