Juventude do PSB-SP prepara homenagem a Eduardo Campos

O secretário estadual da Juventude PSB-SP, David Ramalho, estima que o ato deva reunir entre 50 e 60 militantes de várias cidades do Estado

WLADIMIR DANDRADE, Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 13h28

Militantes da Juventude do PSB de São Paulo estão se reunindo nas ruas próximas ao local do acidente que matou o candidato do partido à Presidência, Eduardo Campos, com o objetivo de homenagear não apenas Campos, mas as demais vítimas. Não houve sobreviventes do jato que caiu ontem no litoral paulista. O secretário estadual da Juventude PSB-SP, David Ramalho, estima que o ato deva reunir entre 50 e 60 militantes de várias cidades do Estado. Está programada uma oração, o canto do Hino Nacional e o depósito de flores próximo ao local da tragédia uma vez que a área onde a aeronave caiu está interditada pelo bombeiros. Há pouco, os jovens escreveram a mensagem "#nãodesistiremosdoBrasil" no chão da Praça vereador Matsutaro Uehara Taro.

"Vamos prestar uma singela homenagem ao nosso líder maior", disse Ramalho, ao Broadcast Político, serviço de informações em tempo real da Agência Estado. Com a voz serena, Ramalho disse que Campos sempre manteve uma relação próxima com a militância jovem do partido e que a "ficha não caiu" para os partidários. Ele contou sobre a troca de informações pela internet nas horas seguintes à queda do avião que transportava Campos. "Foi assustador, ninguém acreditava", contou.

O secretário da Juventude do PSB-SP disse que a militância ainda não discutiu os rumos da eleição. "O principal agora é juntar os destroços, da família das vítimas e do partido", afirmou. Ramalho disse, no entanto, que a militância vai trabalhar para levar adiante o projeto idealizado por Campos para o País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.