Juvêncio preside Conselho de Ética; PFL boicotará Jader

O Conselho de Ética elegeu esta manhã o senador Juvêncio da Fonseca (PMDB-MS) para a presidência do colegiado. O senador, que foi indicado pela bancada do PMDB, obteve 13 votos favoráveis, dois brancos e um nulo.Juvêncio marcou para quinta-feira da próxima semana a discussão e votação do relatório da comissão de investigação que recomenda a abertura de processo contra o presidente licenciado do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), por quebra de decoro parlamentar. Ele convocou outra reunião, esta para terça-feira, dia 18, para tratar de assuntos internos do Conselho. BoicoteO líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira, informou à Executiva Nacional do partido, reunida nesta manhã, que a bancada pefelista vai boicotar as sessões do Congresso, caso o senador Jader Barbalho reassuma suas funções como presidente do Senado. A licença de Barbalho termina na próxima segunda-feira. "O PFL vai se retirar do plenário e esta posição é uma forma de mostrar nossa indignação e repulsa, devido às evidências de participação do senador nos desvios do Banpará. O Congresso deve ser respeitado", afirmou Inocêncio Oliveira aos integrantes da Executiva. O líder do PFL no Senado, Hugo Napoleão, reafirmou a posição do partido, que ontem apoiou proposta do Conselho de Ética, que aprovou uma indicação, pedindo providências à mesa do Senado para que Jader mantenha-se afastado do comando da Casa, enquanto estiver sob investigação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.