Jutahy Junior será o porta-voz dos tucanos no almoço com Lula

A bancada do PSDB na Câmara definiu a forma como será manifestada a posição do partido durante o almoço, do qual participará o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os tucanos. Atendendo a um pedido do presidente da Câmara, João Paulo (PT-SP), ficou definido que em nome do PSDB falará apenas o líder tucano Jutahy Junior (BA). O presidente Lula e o deputado João Paulo também irão se pronunciar. Este formato atende à preocupação do próprio governo de evitar que no almoço se repitam discursos críticos, como o que ocorreu na terça-feira, durante almoço de Lula com a bancada do PMDB. Mo almoço do presidente com o PMDB, o deputado Geddel Vieira Lima (BA) surpreendeu os presentes com um discurso recheado de críticas ao governo. Na reunião prévia dos deputados do PSDB, um dos que manifestaram desejo de falar durante o almoço foi o tucano Alberto Goldman (SP), que chegou a fazer um roteiro dos pontos que gostaria de abordar com o presidente Lula.Goldman queria falar, por exemplo, do processo de cooptação de parlamentares por parte do governo e deixar claro que se o PSDB encolheu sua bancada foi em função do discurso em favor das reformas durante a campanha, reformas que, segundo ele, foram combatidas no passado recente pelo PT. Goldman também desejava comentar que, na sua opinião, a democracia corre risco quando "a Casa Civil e o Diário Oficial se tornam fortes", numa referência, ainda, à cooptação de parlamentares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.