Justiça suspende divulgação de salários em Porto Alegre

A prefeitura de Porto Alegre tem prazo até esta sexta-feira para retirar a relação nominal dos vencimentos e subsídios brutos recebidos pelos funcionários públicos municipais de seu portal da transparência. A decisão foi tomada nesta quinta-feira pela juíza de Direito Rosana Broglio Garbin, da 4ª Vara da Fazenda Pública, que concedeu antecipação de tutela pedida pelo Sindicato dos Municipários e deu 24 horas para o cumprimento da medida.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

05 de julho de 2012 | 20h29

Os valores pagos, vinculados ao nome de cada servidor, foram publicados na terça-feira, como adequação do município à Lei de Acesso à Informação e à orientação do Conselho Nacional de Justiça. A magistrada aceitou a argumentação do sindicato de que a divulgação dos vencimentos vinculados aos nomes expõe os servidores, comprometendo sua segurança e ferindo o princípio constitucional de inviolabilidade da privacidade. A prefeitura não se manifestou, mas pode recorrer para tentar cassar a liminar.

No Rio Grande do Sul, o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas e a Câmara de Vereadores de Porto Alegre prometem publicar a remuneração nominal de seus servidores. O Ministério Público, a Assembleia Legislativa e o governo do Estado ainda não decidiram se farão a divulgação nos mesmos moldes.

Tudo o que sabemos sobre:
saláriosJustiçaPorto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.