Justiça solta condenado no mensalão pego na Lava Jato

Enivaldo Quadrado, que cumpre pena alternativa por seu envolvimento no mensalão, é apontado como laranja do doleiro Alberto Youssef, alvo principal da operação

26 de março de 2014 | 18h25

São Paulo - O doleiro Enivaldo Quadrado foi solto nesta quarta-feira 26, nove dias após ser preso pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal,  que investiga um esquema de lavagem de dinheiro estimado em mais de R$ 10 bilhões. Segundo a assessoria de comunicação do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o mandado de prisão temporária dele expirou e houve ainda pela manhã um despacho com mandado de soltura.

Quadrado cumpria a prisão temporária na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba.Ele é apontado como laranja do também doleiro Alberto Youssef, que atuou no escândalo do Banestado - de evasão de US$ 30 bilhões nos anos 1990.

Anteriormente, Quadrado tinha sido condenado no processo do mensalão a 3 anos e 6 meses de prisão. Ele cumpria pena alternativa em Assis, no interior paulista, antes de ser preso pela PF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.