Justiça recebe dados telefônicos de Maluf

A Embratel entregou ao juiz-corregedor do Departamento de Inquéritos Policiais de São Paulo, Maurício Lemos Porto Alves, a relação de todas as ligações feitas pelo ex-prefeito Paulo Maluf e por seus familiares desde 1994.O juiz havia decretado a quebra do sigilo a partir de 1º de janeiro de 1993, mas a Embratel informou que só mantinha os registros de 1994 em diante. A Telesp Celular informou ao juiz que tentaria concluir e entregar ainda hoje o levantamento dos dados, e a BCP Telecomunicações comprometeu-se a entregar seus documentos na próxima semana. "As informações mais importantes são as que foram entregues hoje, da Embratel", afirmou o promotor da Cidadania, Maurício Lemos Porto Alves. A partir de segunda-feira, os documentos deverão ser entregues aos promotores do Ministério Público Estadual que investigam a existência de fundos de Maluf e de seus familiares em paraísos fiscais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.