Justiça permite que Collor divulgue 'apoio' de Lula a sua candidatura em AL

Carro de som do candidato continuará em circulação tocando jingle que anuncia um suposto apoio de Lula à sua candidatura ao governo

Ricardo Rodrigues, de O Estado de São Paulo

21 Julho 2010 | 18h12

MACEIÓ - O carro de som do candidato Fernando Collor de Mello (PTB) vai continuar circulando pelas ruas de Maceió e de cidades do interior do Estado, tocando um jingle que anuncia um suposto apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à sua candidatura ao governo de Alagoas. A decisão foi tomada pela Justiça Eleitoral de Alagoas e divulgada nesta quarta-feira, 21, após uma reclamação feita pelo candidato adversário Ronaldo Lessa, que disputa o governo pelo PDT.

 

O trecho contestado na representação feita pelo PDT contra o candidato do PTB diz "é Lula apoiando Collor, é Collor apoiando Dilma, pelos mais carentes. É Lula apoiando Dilma, é Dilma apoiando Collor, para o bem da nossa gente. É Lula apoiando Dilma, é Dilma apoiando Collor, e os três para o bem da gente".

 

Na argumentação de Lessa, a propaganda de Collor estaria fazendo o uso indevido do presidente Lula e de sua candidata à presidência Dilma Rousseff. Na ação proposta pelo candidato do PDT, Collor não pode citar o nome de Lula e Dilma porque o PTB, partido ao qual o ex-presidente é filiado, está ligado ao PSDB na coligação nacional.

 

A liminar foi concedida pelo juiz Antônio Carlos Gouveia, que integra a corte eleitoral, indicado pela Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL). Segundo Gouveia, o mérito da sentença ainda não foi avaliado pelos três juízes que formam a comissão. Os envolvidos estão sendo notificados e terão 48 para apresentar defesa.

 

Os carros de som de Lessa também circulam pela cidade com fotos de Lula e de Dilma, ao lado do candidato do PDB. Em seu jingle, Lessa também atrela a sua candidatura ao nome de Lula e da candidata petista à presidência. O ex-governador diz que é o candidato "oficial" de Lula no Estado, até porque "o meu candidato a vice-governador é o Joaquim Brito, presidente do PT em Alagoas".

 

O principal adversário de Collor e de Lessa é o governador Teotônio Vilela Filho, candidato à reeleição pelo PSDB. Em suas entrevistas, Vilela diz que a eleição deste ano em Alagoas é uma excelente oportunidade para o eleitor avaliar o histórico de cada candidato ao governo, já que os três principais candidatos já governaram o Estado.

Além de Collor, Lessa e Vilela, disputam o governo de Alagoas mais três candidatos, que nunca governaram o Estado: Mário Agra (PSOL). Jefferson Piones (PRTB) e Tony Clóvis (PCB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.