Justiça manda prefeito de Mariana-MG devolver R$ 80 mil

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito da cidade de Mariana, Celso Cota (PMDB), foi condenado a devolver aos cofres da cidade R$ 80,3 mil, acrescido de juros e correção monetária desde 2001. Ele foi condenado pela juíza Angelique Ribeiro de Souza, da comarca da cidade, na acusação de pagar com recursos da prefeitura matérias de divulgação pessoal em um jornal do município, quando exercia o seu primeiro mandato. O prefeito também teve seus direitos políticos suspensos por sete anos, cuja decisão ainda cabe recurso. Celso Cota foi alvo de uma ação civil pública, movida pelo Ministério Público (MP), por improbidade administrativa e dano ao erário. A procuradoria da prefeitura informou que o acusado aguarda a publicação da condenação e vai recorrer em segunda instância.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.