Justiça Federal manda soltar os irmãos Paulo e Rubens Vieira

Ambos haviam sido presos há uma semana pela Polícia Federal, apontados como integrantes de quadrilha que se infiltrou em órgãos públicos para compra de pareceres técnicos

Fausto Macedo, de O Estado de S. Paulo,

30 de novembro de 2012 | 18h26

SÃO PAULO - O Tribunal Regional Federal da 3ª Região mandou na tarde desta sexta-feira, 30, soltar os irmãos Paulo e Rubens Vieira, apontados como integrantes da organização criminosa que se infiltrou em órgãos públicos para compra de pareceres técnicos.

Paulo, diretor afastado de hidrologia da Agência Nacional de Águas, e Rubens, afastado da diretoria de infraestrutura aeroportuária da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), foram presos há uma semana pela Polícia Federal por suspeita de corrupção ativa, tráfico de influencia e formação de quadrilha.

O TRF concedeu liminar em habeas corpus para os irmãos e impôs duas condições: eles deverão comparecer à Justiça a cada quinze dias e não poderão sair do País.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Porto Seguro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.