Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Justiça Federal de Minas Gerais condena Genoino, Delúbio e Valério

Réus foram condenados em ação desmembrada das investigações do escândalo do mensalão

Marcelo Portela, de O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2012 | 15h41

BELO HORIZONTE - A Justiça Federal em Minas condenou o ex-presidente do PT, José Genoino, o ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares, e o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, em ação que foi desmembrada das investigações em torno do mensalão que é julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Os petistas foram condenados a quatro anos de prisão por falsidade ideológica, enquanto Valério foi sentenciado a quatro anos e seis meses, por causa de empréstimos fraudulentos feitos pelo banco BMG ao PT. Além deles, a Justiça condenou também dirigentes da instituição financeira, incluindo o presidente Ricardo Guimarães, sentenciado a sete anos de prisão.

 

Os diretores do BMG são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de liberar dinheiro "mediante empréstimos simulados" ao PT e às empresas de Marcos Valério no de 2003, durante o governo Lula. A instituição, no entanto, alega que o Banco Central não apontou irregularidades nos empréstimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.