Justiça envia ao STF informações sobre prisão de Dantas

Mais cedo, presidente do STF decidiu adiar decisão sobre habeas-corpus do banqueiro preso pela PF

Felipe Recondo, de O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2008 | 19h59

A Justiça de São Paulo já encaminhou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, as informações que basearam o pedido de prisão do sócio fundador do Banco Opportunity  Daniel Dantas, e de sua irmã Verônica Dantas. O documento chegou ao STF via fax.   Os dados foram requisitados pelo presidente do STF para subsidiar sua análise da liminar para que Dantas e sua irmã, presos na carceragem da Polícia Federal em São Paulo, sejam libertados.   Veja também: Enquete: Você concorda com Tarso?  STF adia decisão sobre liberdade de Dantas PF abre sindicância sobre suspeita de excessos na Satiagraha Leia a íntegra da decisão  Imagens da Operação Satiagraha Dirceu condena 'espetacularização' da PF Opine sobre a prisão de Dantas, Nahas e Pitta  Entenda como funcionava o esquema criminoso  Mulher de Dantas era 'laranja', aponta Coaf PF prende Daniel Dantas, Naji Nahas e Celso Pitta Dantas ofereceu suborno de US$ 1 milhão para escapar da prisão, diz MP Entenda o nome da Operação Satiagraha, que prendeu Dantas Os 40 do mensalão   Dantas e a irmã foram presos ontem pela PF na operação Satiagraha. Eles haviam entrado com habeas- corpus preventivo em junho, com receio de que fossem alvos de uma ação da Polícia Federal. Com a prisão, ontem, os advogados pediram que o Supremo os libertasse imediatamente.   Gilmar Mendes não quis decidir sem as informações da Justiça paulista. Permitiu, porém, que os advogados tivessem acesso aos inquéritos da PF e da Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Satiagraha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.