Justiça eleitoral proíbe propaganda de Serra no Paraná

O corregedor eleitoral do Tribunal Eleitoral do Paraná, desembargador Gil Trotta Telles, concedeu liminar nesta sexta-feira determinando a retirada de propagandas do PSDB e do PDT dos rádios e televisões do Estado.As propagandas do PSDB veiculavam imagens do vice-prefeito de Curitiba, Beto Richa, e do ministro da Saúde e candidato à presidência, José Serra, enquanto a do PDT apresentava o senador Álvaro Dias.A liminar foi pedida pelo diretório estadual do PMDB, sob alegação de que feria a Lei Eleitoral. O desembargador considerou que as propagandas contrariam o artigo 45, por estarem promovendo a imagem de "supostos futuros candidatos ao governo do Paraná (Beto Richa) e à Presidência da República (José Serra)".Quanto à propaganda do PDT, com o também provável candidato ao governo, Álvaro Dias, o corregedor entendeu que há nítida promoção pessoal.A propaganda de Serra é a mesma apresentada em outros Estados, mostrando sua trajetória política. Ela foi retirada do ar nesta sexta-feira.Na semana passada, o TRE já tinha determinado a suspensão de veiculação da propaganda de Beto Richa, mas como não houve notificação, ela continuou sendo apresentada. Na noite desta sexta-feira, o PSDB substituiu os comerciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.