Justiça Eleitoral de SP ouve Maluf sobre crime de injúria

O candidato do PP à Prefeitura de São Paulo, Paulo Salim Maluf, deve prestar depoimento nesta quarta-feira na 1a. Zona Eleitoral de São Paulo. Ele foi convocado pelo juiz José Joaquim dos Santos para prestar esclarecimentos em suposta prática de crime de injúria, previsto nos artigos 326 e 327 do Código Eleitoral. De acordo com denúncia oferecida pelo Ministério Público Eleitoral e aceita pelo juiz, em 14 de junho último, ao ser questionado por um repórter no ´Jornal da Record´, da Rede Record de Televisão, sobre a manutenção de contas suas no Exterior, Maluf declarou: "Lamento que o Ministério Público, não como um todo, mas dois promotores, se transforme em comitê eleitoral do candidato Serra. Eu não assinei. Agora, lamento que o Serra se torne o vampiro da baixaria".Reportagens com o mesmo tipo de declaração do candidato também foram publicadas nos jornais ´O Estado de S. Paulo´ e ´Folha de S. Paulo´. A audiência está marcada para às 16 horas, na Rua Francisca Miquelina, 123, Bela Vista, região Central da capital paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.