Justiça eleitoral de São Paulo rejeita contas do PT de 2004

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo rejeitou as contas anuais do PT referentes ao exercício de 2004 e suspendeu a transferência de novas cotas do fundo partidário ao diretório estadual da sigla, informa o TRE-SP. A decisão foi tomada na última terça-feira, 14, e ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

da Redação,

15 de abril de 2009 | 18h44

 

De acordo com o julgamento do tribunal, o PT "não comprovou adequadamente R$ 5.999.411,39 recebidos de pessoas jurídicas, que equivalem a 90,55% dessas doações, entre outras irregularidades apontadas nas contas do partido que levaram à sua desaprovação".

 

Segundo resolução do TSE, "as doações e as contribuições de recursos financeiros devem ser efetuadas por cheque nominativo cruzado ou por crédito bancário identificado, diretamente na conta do partido político".

Tudo o que sabemos sobre:
TREJustiça eleitoralPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.