PAULO LIEBERT/ESTADÃO
PAULO LIEBERT/ESTADÃO

Justiça Eleitoral cassa mandato de vereador Netinho de Paula por infidelidade partidária

Tribunal Regional Eleitoral decidiu que mandato é do PC do B e ordenou posse de suplente; defesa do vereador diz que ele sofreu discriminação e boicote do partido

Pedro Venceslau e Valmar Hupsel Filho, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2015 | 18h43

Em votação unânime, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) cassou, nesta terça-feira, 17, o mandato do vereador Netinho de Paula (PDT) por infidelidade partidária. A Câmara tem até 10 dias para empossar o suplente. O presidente do PC do B da capital e ex-deputado estadual, Jamil Murad, assume o mandato.

A ação que pediu a cassação do mandato foi proposta pelo PC do B, partido pelo qual ele foi eleito em 2012 e do qual se desfiliou em abril deste ano. A defesa de Netinho argumentou no processo que a desfiliação ocorreu porque ele sofreu discriminação política e boicote. 

O relator do processo, juiz André Lemos Jorge, no entanto, considerou não ter havido fato concreto para a desfiliação. “Restou comprovada a posição de destaque de Netinho na agremiação, com participação em todas as propagandas partidárias (...). O PC do B arcou, inclusive, com mais de 50% das suas despesas de campanha”, afirmou.

O presidente estadual do PC do B, o deputado Orlando Silva disse que houve justificativa política e jurídica que explicasse a cassação do mandato do vereador. “Netinho sempre foi uma liderança privilegiada no PC do B”, disse.

Netinho começou a carreira como músico da banda Negritude Júnior. Durante 16 anos em que esteve no grupo, defendeu o combate ao racismo e o apoio às pessoas que vivem nas periferias. Ele também apresentou programas televisivos, o que o catapultou para a carreira política. Em 2010, candidatou-se ao Senado, quando recebeu mais de 7,7 milhões de votos, mas não se elegeu.

Em nota, Netinho disse que continua o trabalho na Câmara e aguardará a publicação da decisão do TRE para entrar com recurso. Confira a nota completa:  

 

Nota Oficial do Vereador Netinho de Paula (PDT)

 

O vereador Netinho de Paula (PDT) mantém suas atividades parlamentares normais na Câmara Municipal de São Paulo e aguardará a publicação da decisão do TRE de São Paulo para interposição dos recursos cabíveis, uma vez que sua saída do PCdoB se deu de forma absolutamente justificada.

 

O vereador Netinho de Paula reitera sua confiança da Justiça Eleitoral.

 

Assessoria de comunicação do Vereador paulistano Netinho de Paula (PDT)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.