Justiça deve analisar censura ao 'Grupo Estado' nesta segunda

Juiz titular da 10ª Vara Federal Cível deve apreciar pedido de retirada da ação do Cremesp contra reportagem

Paulo Darcie, do Jornal da Tarde,

30 de junho de 2008 | 11h55

Os dias de censura vividos pelo Jornal da Tarde e pelo O Estado de S. Paulo - proibidos de publicar reportagem sobre supostas irregularidades cometidas pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) - podem acabar nesta segunda-feira, 30. O Grupo Estado espera que o juiz titular da 10ª Vara Federal Cível de São Paulo, Danilo Almasi Vieira, aprecie o pedido de retirada da ação iniciada pelo Cremesp na terça-feira, dia 24.

 

Veja também:

linkCensura à imprensa fere Carta de 1988

link Reportagem do 'JT' é censurada pela Justiça

linkANJ condena censura prévia à reportagem do 'Jornal da Tarde'

link Especial: Nas páginas do Estadão, a luta contra a censura especial

linkPara Grupo Estado, liminar contra JT foi 'decisão arbitrária'

Naquela noite, a reportagem do JT foi surpreendida por uma liminar concedida pelo juiz-substituto Ricardo Geraldo Rezende Silveira, proibindo a publicação da reportagem, ainda em fase de apuração. Dois dias depois, no entanto, o presidente do Cremesp, Henrique Carlos Gonçalves, esteve na sede do Grupo Estado para tentar esclarecer a situação e anunciou que havia recuado, entrando com pedido de extinção da ação. Enquanto o pedido não for aceito pelo juiz, os dois jornais continuam sob censura, não podendo publicar nada sobre o assunto.

A decisão do juiz, que pediu, ainda, esclarecimentos por parte do JT, foi criticada por entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil, a Associação Brasileira de Imprensa e por especialistas em direito. 'Prestar esclarecimentos sobre o quê? Sobre o que vai publicar? Sobre a intenção? Isso é censura', avaliou o jurista Dalmo Dallari. A Associação dos Juízes Federais do Brasil divulgou uma nota em que defende o juiz-substituto Ricardo Geraldo Rezende Silveira, responsável pela decisão.

Tudo o que sabemos sobre:
CensuraGrupo EstadoCremesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.