Justiça determina que PF continue investigando Eduardo Jorge

A 5° Turma do Tribunal Regional Federal da 3° região de São Paulo determinou que a Polícia Federal dê prosseguimento ao inquérito já instaurado contra o ex-secretário da Presidência da República, Eduardo Jorge Caldas Pereira, acusado de envolvimento nos desvios de recurso na construção do Fórum Trabalhista de São Paulo. A investigação foi pedida pelo Ministério Público Federal (MPF). O inquérito tinha sido suspenso por meio de habeas-corpus concedido pelo juiz da 1ª Vara Criminal de São Paulo, que considerou o MPF incompetente para realizar investigações; considerou as provas apresentadas inconsistentes e argumentou que o investigado estaria sujeito à coerção e constrangimento pela forma como vinham sendo conduzidas as investigações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.