Justiça desobriga rádios de veicularem "A Voz do Brasil"

Uma decisão tomada hoje pelo juiz Roger Raupp Rios, da 10ª Vara Federal de Porto Alegre, desobrigou as emissoras de rádio do Rio Grande do Sul da transmissão compulsória do programa "A Voz do Brasil". A ação havia sido encaminhada em fevereiro de 2000 pela Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert). O juiz também condenou a União a se abster de qualquer ato tendente a obrigar as emissoras a transmitir o programa oficial de informações dos poderes da República, que vai ao ar de segundas a sextas-feiras, das 19 horas às 20 horas. O governo federal pode, no entanto, recorrer às instâncias superiores da Justiça Federal para reverter a decisão. Pelo menos duas emissoras gaúchas, a Bandeirantes AM e a Ipanema FM, vinham transmitindo "A Voz do Brasil" em horários alternativos, na madrugada, graças a liminares obtidas na Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.