Justiça decide que Rainha continua preso

O desembargador Adalberto Denser de Sá, 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ), negou nesta quinta-feira liminar em habeas-corpus quepedia a imediata revogação da prisão preventiva de José Rainha Júnior e outros quatro integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST). O desembargador proferiu um despacho de seis linhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.