Justiça de Rondônia autoriza bispo a divulgar cartazes contra a corrupção

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Rondônia cassou na terça-feira a liminar expedida pela juíza Sandra Maria do Nascimento que proibia o bispo de Ji-Paraná, dom Antonio Possamai, de continuar divulgando cartazes contra a corrupção, onde aparecem fotografias de 23 dos 24 deputados estaduais e também do governador do estado, Ivo Cassol (PPS).O governador criou um aparato de segurança para garantir a vida do bispo, que recebeu ameaças de morte depois de uma discussão com o próprio Cassol, acompanhada pela imprensa, na diocese de Ji-Paraná, a 380 km de Porto Velho. Cassol teria forçado um encontro com o bispo, depois de processá-lo por causa dos cartazes.O governador anunciou a criação do esquema de segurança logo após um incidente em Vilhena, a 700 km de Porto Velho. Possamai era homenageado na Câmara de Vereadores quando parentes de Cassol começaram a gritar palavrões. A Polícia retirou os parentes do governador e depois escoltou o bispo até Ji-Paraná.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.