Justiça dá direito de prisão domiciliar ao ex-juiz Nicolau

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Nilson Naves, concedeu liminar, em ação de habeas-corpus, garantindo direito de prisão domiciliar ao juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto, o Lalau, de 74 anos. Desde dezembro de 2000, o juiz - acusado de lavagem de dinheiro e tráfico de influência no caso da obra irregular de construção do Fórum Trabalhista de São Paulo - estava preso na Polícia Federal em São Paulo. Ele foi condenado a oito anos de prisão em regime semi-aberto pela Justiça Federal de São Paulo. Para conseguir a liminar que lhe dá o direito de cumprir a pena em casa, Nicolau dos Santos Neto alegou que tem problemas de saúde, como depressão, hipertensão e incontinência urinária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.