Justiça começa a ouvir investigados da Santa Tereza

Quatro membros da suposta organização envolvida em desvios de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começaram a ser ouvidos hoje pela Justiça Federal em São Paulo. Entre os investigados pela Operação Santa Tereza da Polícia Federal, prestam depoimento João Pedro de Moura - lobista e assessor do deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP) -, o dono da consultoria Progus, Marcos Mantovani, o proprietário da Termac Engenharia, José Carlos Guerreiro, e o gerente financeiro do prostíbulo WE Original, Celso Murad. A Operação Santa Tereza foi deflagrada pela Polícia Federal para investigar exploração de prostituição e tráfico de mulheres, mas acabou desmontando um esquema de fraudes no BNDES. A sessão é presidida pelo juiz federal substituto Marcio Catapani e tem previsão de término na noite de hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.