Justiça barra candidatura de Maria do Rosário no RS

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) indeferiu hoje a candidatura à reeleição da deputada federal Maria do Rosário (PT). Por seis votos a zero, a corte entendeu que a parlamentar está inabilitada a disputar as eleições deste ano porque sua campanha à prefeitura de Porto Alegre, em 2008, não pagou dívidas de R$ 898 mil com fornecedores.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

03 Agosto 2010 | 19h42

A deputada emitiu uma nota informando que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e manter as atividades da campanha à reeleição. No texto, Maria do Rosário se diz indignada com a decisão, que considera injusta, e lembra que reconhece as dívidas, que foram assumidas pelo PT e estão sendo pagas.

"Irregular seria se não reconhecêssemos formalmente e jogássemos tais débitos na informalidade", sustenta. "Por fazer o certo, por atender à lei, estou sendo punida", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.