Justiça 'arromba' casa da viúva de ACM, dizem líderes

Líderes de oposição anunciaram hoje, no plenário do Senado, que a residência da viúva do senador Antonio Carlos Magalhães, Arlete Magalhães, em Salvador, foi "arrombada" hoje, por decisão judicial, para que fosse feito um levantamento das obras de arte existentes na moradia. Segundo os líderes do DEM, Agripino Maia (RN), e do PSDB na Casa, Arthur Virgílio(AM), a residência foi aberta com o uso de uma chave mestra, a mando de uma juíza da Bahia que seria casada com o ex-líder do PR na Câmara Nelson Pelegrino. Virgílio informou ainda que Arlete está proibida de entrar no domicílio. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) também reclamou "da ordem judicial". Agripino afirmou que "foi um ato de truculência".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.