Justiça arquiva denúncia contra oficiais de Justiça

A Justiça mandou arquivar a denúncia do Ministério Público contra oficiais de Justiça acusados de receber dinheiro para apressar o cumprimento de mandados de busca e apreensão de veículos. O esquema, de abrangência nacional, seria comandado pelo escritório M.L.Gomes Advogados Associados S/C Ltda de São Paulo.O juiz corregedor Miguel Petroni Neto, da 37ª Vara Cível de São Paulo, aceitou o argumento dos funcionários acusados de que os valores foram recebidos a título de ressarcimento de despesas. O juiz disse que a forma como foi feito esse ressarcimento (depósito em contas bancárias) ?pode até ser censurável, mas não justifica reprimenda que venha a macular o prontuário do funcionário.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.