Justiça aceita denúncia contra ex-prefeito de Guarujá-SP

A 2ª Vara Criminal de Guarujá, no litoral sul de São Paulo, recebeu na segunda-feira a denúncia do Ministério Público contra o ex-prefeito da cidade Farid Said Madi e mais 11 acusados, entre vereadores e assessores. Segundo o Tribunal de Justiça, eles são suspeitos de participar de um esquema de compra e venda de votos na Câmara Municipal da cidade, no episódio que ficou conhecido como o "Mensalinho do Guarujá".

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 10h50

Segundo a denúncia, Madi, durante o mandato, oferecia cargos e dinheiro aos vereadores por meio de seus assessores, em troca da aprovação de projetos de seu interesse pessoal. A denúncia afirma ainda que os vereadores receberam durante cerca de um ano e meio, de 2005 a meados de 2006, cerca de R$ 10 mil por mês.

Os réus aguardam a citação pela Justiça para que, em seguida, apresentem de suas defesas por escrito. São eles: Antonio Adis Filho, Gilson Fidalgo Salgado, Honorato Tardelli Filho, Joaci Cidade Alves, José Nilton Lima de Oliveira, Marcos Evandro Ferreira, Mário Lúcio da Conceição, Nilson de Oliveira Fontes, Sirana Bosonkian, Helder Saraiva de Albuquerque e Ysam Said Madi.

Tudo o que sabemos sobre:
JustiçaGuarujáex-prefeitodenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.