Justiça abre processo contra Jader em Tocantins

O juiz da 2ª Vara da Justiça Federal no Tocantins, Alderico Rocha Santos, determinou a abertura de processo contra o ex-presidente do Senado Jader Barbalho (PMDB-PA) e outras 58 pessoas, acusadas de envolvimento com fraudes na extinta Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). A ordem foi dada atendendo à denúncia formulada pelo Ministério Público Federal em Palmas. No despacho, o juiz afirma que se constatou a existência de indícios suficientes existência de crime. Além de Jader, foram denunciados seu irmão, Leonel Barbalho, o ex-superintendente da Sudam, José Artur Guedes Tourinho, e vários donos de projetos beneficiados com verbas da Sudam Altamira, bem como empresários de Altamira, reduto eleitoral do ex-senador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.