Juros da agricultura familiar cairão em julho, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff anunciou aos líderes da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), durante audiência realizada hoje no Palácio do Planalto, que os juros nas linhas de investimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) vão cair. As taxas, que antes iam de 2% a 4% passarão a variar de 0,5% a 2% no próximo período de safra, para todas as linhas do Pronaf.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

26 de maio de 2011 | 20h34

Em relação aos novos juros do Pronaf, o Blog do Planalto informa que as taxas passam a valer a partir de julho deste ano, ou seja, no início da safra 2011-2012. Para a próxima safra, estão garantidos recursos de R$ 16 bilhões para crédito e a unificação do limite dos investimentos para R$ 130 mil, ainda conforme o governo.

As lideranças da agricultura familiar já haviam se reunido com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, para discutir suas reivindicações. Os representantes da Fetraf estão reunidos em Brasília para a 7ª Jornada Nacional de Luta da Agricultura Familiar e Reforma Agrária.

Ainda de acordo com o blog do Planalto, a presidente Dilma propôs a realização de encontros bimestrais entre o governo federal e as entidades sociais do campo para instituir um diálogo sistemático. Ela detalhou medidas que irão beneficiar os pequenos agricultores em itens como habitação rural, com a criação de estruturas próprias na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil especialmente capacitadas para atender o pequeno agricultor; além do incentivo à comercialização dos produtos da agricultura familiar, com a criação de um selo de qualidade e parcerias com redes de supermercados.

Mais conteúdo sobre:
jurosagricultura familiarDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.