Juridicamente não há fundamento para impeachment, diz Jobim

"Juridicamente, não há fundamento para o pedido de impeachment do presidente da República", disse hoje o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, após participar do seminário "A Constituição de 1988 e o Custo Brasil", realizado na sede da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP).Ele ressalvou que um processo de impeachment analisa principalmente os aspectos políticos do suposto envolvimento do presidente da República num crime de responsabilidade, do que propriamente um mérito jurídico. Entretanto, Jobim também não vê razões políticas para a cassação de mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo depois das declarações feitas pelo ex-secretário geral do PT, Silvio Pereira, ao jornal O Globo."Não há nada de novo nas declarações de Silvio Pereira. É tudo requentado", Jobim opinou. "Com o crescimento de Lula nas pesquisas e a queda do candidato da oposição, os oposicionistas vão tentar aproveitar as declarações (de Silvio Pereira) para fazer exploração política, mas não há participação do presidente nos fatos", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.